Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
02/03/2017 09:22 | Autor: Maguinho
Fonte: Bem Paraná

Pesquisa aponta dicas de uso saudável das redes sociais

Essa é a conclusão de estudo que mapeou o comportamento dos clientes do online



Muitas pessoas pensam nas redes sociais apenas como uma ferramenta para descontração, o que não está errado, desde que tomados os devidos cuidados. No entanto, uma boa parcela ainda não conseguiu entender que o uso inadequado dessas ferramentas de comunicação pode ser bastante prejudicial, tanto na carreira, quanto na vida profissional.

Chamadas de redes de relacionamento, esses canais já se consolidaram como elementos fundamentais no cotidiano das pessoas e também no mercado de trabalho. Com o avanço do uso de smartphones, mais de 80 milhões de pessoas fazem uso da internet no país e, assim como a maioria das pessoas acessam suas redes sociais regularmente, Facebook, Instagram, Twitter e outras redes também são acessadas.

É importante ter consciência que as redes sociais também podem ser utilizadas como fontes de pesquisa sobre o estilo de vida do dono do perfil, ou pelo menos, daquilo que ele considera adequado ou inadequado. E desta análise não escapam nem mesmo aqueles que gostam apenas de seguir os outros e nunca postam nada, os chamados de stalkers — palavra em inglês, neste caso, para perseguidor já incorporada a linguagem informal.

A questão então recai sobre o que fazer para que a rede social não vire um pesadelo? Como saber os limites? “Simples, basta levar em conta que nesse novo mundo online que muitos estão descobrindo são necessários muitos cuidados similares aos que tomamos em nosso dia a dia, nos passeios, no trabalho ou em casa”, diz Celso Bazzola, consultor em recursos humanos e diretor executivo da Bazz Estratégia e Operação de RH.

Bazzola recomenda que as pessoas busquem se valorizar dando o foco mais adquado aos pontos positivos. “E evitem exposições desnecessárias”, orienta. Esse comportamento mais contido é ainda indicado até mesmo por conta da segurança. Especialista orientam, por exemplo, que os pais tomem cuidado na hora de postarem as fotos dos filhos nas redes sociais para não fornecerem informações para criminosos.

Além de tomarem cuidado para não identificarem escolas ou outros endereços frequentados, vale a dica para o uso dos filtros que as rede sociais costumam oferecer, como por exemplo, criar grupos específicos ou direcionar, com a seleção dos amigos, o destino das fotos compartilhadas.

Um outro comportamento que deve ser adotado é o cuidado com a compartilhamento de notícias falsas ou velhas. Na dúvida, vale o conselho dos avós: fique quieto. Ou então use o Google para pesquisar a informação. Bazzola lembra ainda que as redes sociais permitem o reencontro de amigos, colegas de escola ou faculdade, deixam os amigos atuais mais próximos e possibilitam, por meio do networking, o ingresso no mercado de trabalho. Cada vez mais, as empresas buscam ter acesso ao perfil do candidato nas redes para obter determinadas informações. Com esses sites, as distâncias entre empresa e funcionário são diminuídas, e a comunicação com os profissionais disponíveis no mercado é favorecida.

Dicas para uso das redes sociais

Amplie seus contatos qualificadamente
É interessante ter um amplo grupo de amigos, assim busque amizade online com pessoas que tenha contato e ache interessante profissionalmente. Contudo, se preocupe mais com a qualidade do que com a quantidade, não precisa ir convidando todo mundo que conhece ou que é ‘amigo do amigo’ para ser seu amigo, isso pode não soar bem!

Valorize suas conquistas
Mostre ações que realizou que tiveram sucesso, resultados que foram interessantes ou titulações alcançadas. Mas evite se autopromover demasiadamente, pois isso pode soar arrogante. Busque, com permissão prévia, marcar as pessoas que estavam envolvidas nas situações compartilhadas, de forma elegante, pois isso aumenta a visibilidade.

Publique com inteligência
Cada vez mais se multiplicam publicações vazias. Para não parecer raso, busque se diferenciar com publicações pertinentes. Evite postes irrelevantes que possam atrapalhar a imagem. Evite polêmicas e busque levantar assuntos relacionados ao seu campo de atuação.

Evite debates inúteis
Nas redes sociais existem momentos tensos, de debates políticos, religiosos e outros similares, contudo, por mais que possa ‘coçar’, evite entrar nesse tipo de conversa. Repare que geralmente essas não levam a lugar nenhum e não terminam bem.

Cuidado com as características das redes
Não é por que o Linkedin tem um lado mais profissional e o Facebook é mais aberta que deverá tratar a segunda com maior desleixo, saiba que parceiros e recrutadores também entrarão nessa rede. Assim, é importante que a pessoa tome cuidado em não colocar coisas irrelevantes em cada um deles.

Pense antes de curtir uma publicação ou página
Antes de curtir e compartilhar um texto, leia atentamente para ver se não nada nas entrelinhas. E se for curtir uma página ou participar de uma comunidade, pesquise antes, evite as que que incitem o ódio ou o preconceito.

Antes de escrever algo, pense
Analise os pontos positivos e negativos de uma postagem. Ainda que tal postura pareça um pouco chata, essa é a única forma de garantir que o postado nas redes sociais não interferião no lado profissional. As pessoas tem acesso ao que você faz 24 horas. Por isso, preserve a imagem. Lembrando que ser feliz não o que se está na rede mundial.

Evite situações não profissionais
Multiplicam-se as fotos de baladas, roupas de banho e bebedeiras nas redes, será que é interessante. Não cabe a ninguém julgar o estilo de vida das pessoas, mas se expor de forma inadequada trará consequências negativas para imagem. Todos estão expostos a avaliações, por isso pode ter certeza que isso contará na hora que olharem, e não adianta bloquear o acesso das pessoas as suas fotos nas redes sociais e achar com isso que está segura, ledo engano, pois outras pessoas poderão compartilhar a mesma foto, e assim de nada adiantou essa preocupação.