Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
11/09/2017 10:12 | Autor: Editor
Fonte: Observador/Loucos por rádio

Internet não é ameaça para o rádio, é complemento.

As rádios locais são talvez o “elo” mais importante dos emigrantes à terra natal, principalmente tempos de crescimento de emigração. As emissoras devem encarar a internet não como uma “ameaça”, mas um “complemento”, defendeu a investigadora Ana Isabel Reis, uma das autoras do livro “Das piratas à Internet: 25 anos de rádios locais”, assinado ainda por Fábio Ribeiro e Pedro Portela.

Na publicação, os investigadores defendem a importância das rádios locais para a pluralidade de opiniões e para fazerem uma adaptação local dos acontecimentos nacionais e internacionais.

Mas é necessário que esta rádio esteja também na internet? Os autores afirmam que estar também na internet mantém o elo de ligação, afinal, os emigrantes conseguem ouvir a rádio da sua própria região de qualquer lugar, o que o mantém próximo de suas origens, fazendo da internet um importante complemento.

Segundo Pedro Portela, o “desafio da rádio local continua a ser o de evitar a tentação de não falar para os seus”. Para ele, as rádios locais assumem ainda um papel importante na descodificação de acontecimentos e na ligação destes às comunidades locais. Isso significa dar rostos e vozes conhecidas a assuntos nacionais e internacionais, aumentando não só a credibilidade dos mesmos, mas também adaptando-os localmente, inclusive com liberdade de fazer comparativos didáticos, aproximando o mundo todo da realidade local do ouvinte.