Rádio Difusora

(45) 9-9841-0044
14/02/2018 14:53 | Autor: Editor

Projeto para construção da 2ª hidrelétrica da Cercar será discutido amanha

Projeto para construção da segunda hidrelétrica da Cercar será discutido amanha, durante assembleia da cooperativa que acontecerá no Pavilhão da Igreja Evangélica Martin Luther.


Projeto será discutido durante assembleia geral da cooperativa, que vai acontecer a partir das 14 horas no Pavilhão da Martin Luther.


Acontece amanhã, quinta-feira, a partir das 14 horas, no Pavilhão da Comunidade Martin Luther, de MaL Rondon, a assembleia geral ordinária da CERCAR – Cooperativa de Eletrificação e Desenvolvimento Econômico de Mal Rondon.
Na oportunidade será apresentada aos 1.776 associados da organização, a prestação de contas do exercício 2017; compreendendo o relatório de gestão, demonstrativo contábeis, parecer da auditoria externa e do Conselho Fiscal.
Segundo o presidente Alcino Biesdorf, é de praxe anualmente essa prestação de contas e apresentação do planejamento 2018, contudo, é o momento também onde o associado pode tirar dúvidas sobre qualquer assunto ligado a cooperativa.
Na assembleia de amanhã, também será apresentado o plano de atividades e previsão orçamentária para 2018; será feia a destinação das sobras apuradas; eleição e posse dos membros do Conselho Fiscal para o exercício 2018 e afixação da cédula de presença para os membros do Conselho Fiscal.
Alcino também adianta que com a conquista para instalação de uma segunda PCH – Pequena Central de Hidrelétrica no passado, as conversações estão avançando para que a segunda geradora de energia da cooperativa comece a sair do papel.
Ele explica que um investimento desse porte precisa – acima de tudo de dinheiro – contudo, as questões burocráticas estão praticamente concluídas e resta apenas neste ano conversar com os proprietários de imoveis daquela região para negociar.
O presidente da Cercar anuncia que se houver uma negociação com esses proprietários, no máximo ate o final deste ano as obras da segunda PCH sejam iniciadas.
A PCH 2 será instalada no mesmo rio que a primeira geradora da Cercar, que utiliza as águas do Rio Guaçu, no distrito rondonense de Novo Três Passos.
A segunda PCH deverá ser erguida na região conhecida como do “Moinho Henke”, cerca de três quilômetros abaixo da PCH 1, e utilizará as águas do mesmo rio para gerar energia e com a mesma capacidade de potência.
No ano passado a Hidrelétrica da Cercar gerou 20% da energia consumida pela população de Mal Rondon, e com uma segunda Usina, a expectativa é de gerar 40% da energia consumida pelos rondonenses.
Alcino Biesdorf esclarece que não ha possibilidade de compensação de energia: hoje o que é gerado pela PCH 1 é vendido no mercado livre assim como feito pelas demais geradoras, ou seja, a energia é “jogada na rede” e repassada aos consumidores em geral.