Rádio Difusora

(45) 9-9997-0532
16/05/2019 09:19 | Autor: Editor

Preços da soja sobem forte no Brasil nesta 4ª com alta de mais de 10% dos prêmios e dólar

O mercado da soja teve mais um dia positivo na Bolsa de Chicago, com um encerramento de quatro pontos nos principais vencimentos - o que também teve impacto para a formação dos preços no mercado brasileiro.
O julho fechou o dia co US$ 8,35 por bushel.
Ao longo do dia, as altas passaram de 11 pontos, mas consultores ressaltam que essa alta de ontem e de anteontem tem sustentação frágil.
O combustível para o ganho dos preços, afinal, são as adversidades de clima no Meio-Oeste americano e, com a volatilidade do mercado climático, o movimento poderia perder força caso os novos mapas mostrem outro cenário.
O principal motivador foi o relatório de plantio divulgado na segunda-feira, que mostrou um atraso maior do que o considerado pelo mercado.
Até o último domingo, os Estados Unidos tinha somente 9% de sua área de soja plantada, e as condições para os próximos dias não deverão permitir um forte avanço dos trabalhos de campo.
Houve também suporte por conta da melhora do tom nas conversas entre o governo norte-americano e o governo chinês, com o encontro dos dois países se aproximando, no G20.
As notícias, assim, motivaram a retomada dos investidores, mas o mercado ainda não está convencido das perdas na soja e das áreas que serão plantadas nos Estados Unidos.
No Brasil, mesmo com Chicago amenizando as altas, os preços foram favorecidos por uma nova rodada de altas nos prêmios e também pelo dólar na casa dos R$ 4,00: o dia, portanto, foi novamente de bons negócios.
Em Paranaguá, os prêmios subiram entre 11,11% e 26,67%, com valores variando entre 80 e 95 cents de dólar nas principais posições de entrega.